Numa avenida multifacetária, inclusiva, mais conhecida por seus arranha-céus residenciais e comerciais, por seus antigos casarões, os Parques Tenente Siqueira Campos/Trianon e Mário Covas ocupam lugar de destaque na paisagem urbana.

Recentemente o Conselho Gestor dos Parques Paulista foi renovado, por voto direto, e o novo grupo que foi empossado em 25 de outubro de 2017 abraçou a difícil missão de continuar o bom trabalho que tem sido desenvolvido ao longo dos últimos anos, capitaneado pela administradora Erika Gartner.

Num momento em que a população clama por novos parques, que mostra a necessidade de sociabilidade em espaços públicos, em que a administração traz a iniciativa privada para participação ativa na gestão, o Conselho Gestor se fortalece pela participação dos seus eleitores.

Mas como nem só de glórias os eleitos e a administração vivem, as questões levantadas e estudadas nos últimos anos devem continuar sua rota no rumo das soluções.

Não se trata só de manutenções cujos projetos estão em andamento, mas da própria preservação de nosso pedacinho de paz e verde no topo deste platô que é a Avenida Paulista.

Nossa mata do parque sofre com a presença de uma espécie exótica (não nativa) chamada palmeira seafórtia. Linda, de origem australiana, com vocação ornamental, com seus pequenos frutos de cor vermelho-vivo, atinge 8 a 10 m de altura.

Essa palmeira, comum como elemento de paisagismo, onde tem boa utilização, invadiu nosso parque Trianon e trouxe diversos problemas às nossas espécies nativas.

Muitos são os estudos e debates sobre o controle dessa espécie, mas por certo seu local não é dentro desse pedacinho de mata atlântica existente na Avenida Paulista; por certo seu local não é interferindo e substituindo nossas espécies nativas .

Uma cidade que sente a falta do verde não pode deixar os espaços de céu da Avenida Paulista sem a atenção que merecem, e ainda que as soluções pareçam difíceis e controversas, o caminho da recuperação precisa ser trilhado.

As medidas a serem tomadas, respaldadas por estudos técnicos especializados se podem parecer radicais, por um lado, por outro, são necessárias.

Eleita para participar do Conselho Gestor para o biênio, com voto e representação dos moradores,  frequentadores dos parques, Raphaela Galletti da Liderança dos Moradores da Avenida Paulista sente-se grata, participa agora da defesa dos mais antigos e ilustres moradores de nossa região: a flora e fauna nativas.

Passear nos parques, sentir o cheiro da mata, ouvir os sons misteriosos da natureza, tudo bem ao alcance de todos que moram e trabalham na região!

Frequentar  e apoiar as medidas de preservação e manutenção de nossos parques é questão de qualidade de vida e cidadania.

Parabéns Raphaela!

 

Marco Antonio Jordão Magalhães

Publisher


Foto: Fernanda Magalhães 

Marco Antonio Jordão Magalhães, 

paulistano, empreendedor e empresário, possui MBA pela Michigan University na Michigan Ross School of Business. Sua carreira de mais de 30 anos é divida em duas fases, como colaborador premiado na área de marketing em multinacionais automobilísticas e como empreendedor conduzindo ideias, inspirando clientes e dirigindo uma equipe global de web e marketing. Mora em São Paulo e ama a Avenida Paulista, onde aplica parte dos serviços de integração digital, social e design que fazem a diferença para seus clientes em New York, San Francisco, Toronto, Londres, Buenos Aires e São Paulo.